Bem-vindo: Qua Jan 24, 2018 2:31 am




Criar novo tópico Responder  [ 16 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo
GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive 
Autor Mensagem
Site Admin

Registrado em: Seg Ago 29, 2005 12:42 pm
Mensagens: 7456
Localização: São Paulo
Medals: 12
Positivo (12)
Mensagem GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Segue o segundo review conjunto do Corner

Review F!RE Custom Shop Overdrive Cabrera signature

Guto Vighi

Ligados ao Visual

Eu não sou a pessoa mais precupada com visual no final das contas o que vale mais é o som que sai, mas é muito agradável ver um produto que tem uma preocupação estética, o pedal vem numa lata personalizada, preta muito bonita, Pintada com um padrão de faixas que lembra os muscle-cars americanos, a mesma coisa do pedal, vem numa caixa pequena, bastante bem acabada pintada com Racing sripes também. E o legal é que isso não teve influencia negativa no custo do pedal.

Praticidade:

O pedal é simples tem 3 knobs volume ganho e tone, os 3 funcionam de forma bastante linear e são de fácil acessabilidade e uma chave bright, o ponto negativo foi só o posicionamento da entrada de fonte, é comum em pedais de carcaça menor a fonte vir para a lateral por falta de espaço, mas realmente não é pratico na montagem do board, o ideal seria a saída de fonte na parte posterior do pedal ou pelo menos na lateral para “trás” do output, o que já melhoraria o layout da fiação na montagem do board.
O acesso a bateria pra quem usa é fácil os parafusos são de fácil remoção e o led é bastante visível.

Ligados ao Som

O pedal é um overdrive com um bom range, que segue a linha dos OCD, vai de leve booster até um hard Rock. Os 3 controles possuem resposta bastante linear (tanto volume quanto tone e ganho). A chave bright quando acionada alem de gerar agudos da um boost de volume no pedal e da um modernizada no timbre, o volume precisa ser compensado quando se alterna da posição normal para o bright pois há uma boa diferença. O tone range tá bem projetado e é útil na maioria da sua extensão gerando timbres distintos. O pedal se mostrou bastante transparente não colorindo demais o som de guitarra e ampli, e foi bem tanto com humbuckers quanto com singles e p90’s.
Testei ele ligado em 9v e 18v e rola uma diferença perceptível, o timbre ou granulação da distorção muda, quando em 9v o pedal fica um pouco mais lo-fi com o timbre um pouco mais “antigo” ligado em 18v ele da uma “limpada” e soa mais moderno, é mais um recurso legal de timbre se você tiver uma fonte de 18V na mão.

Sonoridade Sozinho

Achei um drive bem legal, soa gordo ligado sozinho, limpa bem com o pot de volume da guitarra, não chega no hi gain ou metal, mas cobre bem os timbres de drive leve até um hard rock.

Sonoridade Com outros pedais

Quando colocado depois de um outro drive ele reage bem, não embolou demais (vide samples, empurrei ele com um carpe-diem e consegui um som de Lead bastante agradável com aquela compressão que aparece quando se somam 2 drives).

Opinião E Considerações Finais

Achei um pedal bem legal, se considerarmos o custo beneficio (o preço de mercado dele novo é em torno de r$300,00) é uma ótima opção pra quem tá procurando um drive na linha OCD, ponto positivo para o visual do pedal que é uma graça, na minha opinião o ponto negativo foi o posicionamento do Jack de AC do pedal que fica num lugar meio ingrato, mas teria um como opção de drive tranquilamente no meu Board. Para o uso pleno do pedal recomendaria uma fonte com 18V que foi onde encontrei meu timbre preferido, mas ele roda bem em 9V também.




video 1 teste do pedal sozinho



video 2 samples do pedal Humbucker x P90




Ricardo Mascarenhas (Loud Luthieria)

Sabe quando você olha pra alguma coisa e pensa: "Hum, isso vai dar um bom caldo!" Pois é, esta é a impressão que tive quando me deparei com o Fire Cabrera Overdrive. Bom, mas só dá pras comprar um carro se der a partida né, então fui lá eu ligar o motor.


Pilotando o vermelhinho com listras brancas tive a sensação de pisar em um TS-9 envenendado e, depois de algumas horas de test drive, parece que todo overdrive tem lá sua cara de TS-9.

Uma coisa bem bacana deste pedal é que o drive dele soa mais liso que os demais por aí, então pra quem não gosta de sons cheios de pontas aqui e ali, tá aí uma boa pedida.


Test drive.

Todos os controles respondem muito bem. O volume não tem segredo. Já o controle de tone mata a pau, tem um range de grave/agudo muito grande.
A chavinha high/low tem aquela cara de botão de turbo, quanto você ta em retão e quer madar ver, só colocar a chavinha em high que o ganho sobe bem e quase dá pra tocar metal.

Controle de ganho é o acelerador: se pisar pouco você num corre, e se num corre toca blues. Uma da melhores regulagens do pedal foi com o controle de ganho antes do meio-dia. Mas o bom é que o controle responde muito bem. Com o ganho muito alto ele não chega a fritar e faz um bom barulho.

Uma coisa muito legal neste cara que faz bastante diferença é 9v ou 18v de alimentação. Não chega a ser extremamente absurda a mudança de som entre 9v e 18v, mais com 18v você tem um pouco mais de tudo nele, isto é bem legal.


Abrindo o capô.

Não se compra um carro sem abrir o capô, então vamos lá: por dentro o pedal é impecável... Até demais..... Tudo muito bem feito: chave e potencimetros soldados direto na placa de circuito, tudo perfeito.


Pintura e perfumaria.

O pedal tem um acabamento bem bacana, meio Viper (o carro, não a banda). Destaque para o original sistema de troca de bateria.
Vem numa caixinha que faz ele parecer uma chocolate belga. Bem legal.


Quanto vale o Show....

Para um pedal que custa na média uns R$300,00, tá beleza. Preço bem honesto, cumpre tudo que se presta a fazer e fica bonito na maioria das pedaleiras.

Equipamentos usados:
Guitarra > Wah hellbaby> Fire > Ada mp-1 > Power Mesa > Caixa > mic > DAW.

- LP Loud (Guitar Choppers) com cap´s S.Duncan Blackout
- Cabos Moster cable
- Caixa Mesa Boogie/Mic Shure 57
- DAW Reaper (Digital audio Workstation)
- Delay Soundtoys Echoboy, plug-in

Sample 01



Sample 02



Christian (user Statham)

Ligados a visual

Acabamento:
Acabamento de qualidade - pedal robusto, impõe respeito no board. A lata em que o pedal vem guardado é um detalhe que chama a atenção, ou seja, um cuidado especial do fabricante.

Estetica:
Tamanho perfeito para qualquer board - muito bom gosto nas cores - os stripes deram um charme especial ao pedal.

Praticidade (geral) controles jacks leds e etc:
O led é bem forte, acho isso um ponto ultra positivo. A facilidade em abrir o pedal sem a utilização de chaves é um diferencial muito bacana - os jacks são de qualidade assim como todo o material utilizado na confecção do pedal.

ligados a som

Avaliação dos controles:
Trabalhando o tone com o controle de drive os timbres ficam bem gordos e com presença, isso chamou muito a atenção - os controles respondem muito bem - gostei de todas as regulagens que fiz.

sonoridade sozinho:
Pedal bem rock n roll - na verdade consegue-se chegar até um hard rock com caps de alto ganho e um bom amp.

sonoridade somado a outro pedal:
Testei no TS9 e no MXR Classic Distortion - dosando bem o drive de ambos, ficou animal. Manteve o som gordo e deu aquele "tchan" a mais no som.

opinião e considerações gerais:
O pedal não embolou quando deixei o ganho no máximo, foi uma das primeiras coisas que testei, o som cheio e gordo me agradou muito - manteve a dinâmica do instrumento. Pedal muito semelhante ao OCD, não tem como não comparar. Não percebi ruídos chatos ou qualquer coisa que me desagradasse enquanto tocava. Sensacional, vale a pena

Video:



Review Fonte Fire Power Bridge

Guto Vighi

A fonte da fire é inspirada nas voodoo lab, possui 8 inputs “normais” 9VDC mais 2 inputs 9VDC comp possibilidade de reversão de polaridade, e 2 inputs 18VDC (bastante útil quando se está usando o overdrive deles)e um led de indicação de ligada.
Acompanham manual, velcro para fixação,adaptador bivolt, 6 cabos P4 com uma ponta em L e outra reta de 25cm e mais 6 na mesma configuração com 50cms.

Bem construída com cara de robusta. Ruido zero, acredito que ela esteja num outro estagio comparando se com o resto das fontes disponíveis no mercado nacional, e concorrendo diretamente com as fontes top importadas.

De criticas, ela possui nominalmente 1.0 Amperes (na real 1.5), se considerarmos as 12 saídas que ela possui é um valor um pouco baixo, no caso de muitos pedais digitais no board é possível que ela chegue próxima ao limite.
Ela vem com cabinhos de força com uma ponta reta e outra em L , seria interessante se ela viesse com alguns cabos com ponta reta dos 2 lados como opção (seria mais pratica em pedais que tem o AC na parte posterior) .
Achei um custo beneficio bem razoável, (em torno de r$295,00 é o preço de mercado) não é uma fonte barata, mas também não é cara pelos recursos que oferece, ainda mais se compararmos com as outras opções no mercado (acredito eu todas importadas) e é legal finalmente ter no mercado uma opção de fonte padrão mais top feita por aqui. Prato cheio pra quem tem pedais com alimentação esquisita.

Pra quem tem um board tradicional com mais pedais analógicos ela não deve apresentar problema algum, pra quem usa pedais que consomem muito já seria legal fazer um teste antes.
Uma sugestão seria eles fazerem uma segunda versão com uma amperagem mais forte, já que ela tem muitas saídas, pra quem usar boards híbridos com pedais e pedaleiras (no meu caso são 5 pedais e 1 m9 no elétrico) se ela conseguisse alimentar tudo seria uma mão na roda.


Ricardo Mascarenhas (loud Luthieria)

Fonte de alimentação cabrera fire.

Ó nóis aqui trávez.

Fontes de alimentação, geralmente quado penso nisso ja penso direto nas fonte gringas,
ou nas fonte customizadas por gente qua sabe do que fala aqui no Brasil, mas num é que
temos agora um boa opção, é a fonte Cabrera Fire, que pintou aqui pra gente pendurar
alguns pedeias.

Entradas:
Olhando a memina antes de plugar na tomada, fiquei espantado com o acabamento e a
disposição das entradas, são 8 de 9volts D/c na frente, mais 2 9v D/c reversiveis na lateral
e por fim mais duas de 18v D/c na outra lateral, da pra espetar quase todos os pedais por ai,
o que ficou faltando foi uma saida de 9vA/c, pois alguns pedais precisam deste tipo de alimentação,
Digitech Whammy é um exemplo.

Pendurando.

Quando pendurei mais minstrinhos na fonte ela se comportou muito bem, alimenta bem todos os pedais,
e não induz muito ruidao no sinal, até ai tudo bem, meu grande problema foi o comprimento dos cabinhos
fornecidos pelo fabricante, que são muito curtos e não há variação nos conectores, que são um p4 reto
e outro p4 em 90 graus, em alguns pedais aqui com entrada de alimentação na lateral foi meui dificil
organizar o pedal board. Esta fonte tem 1,5 ampere o que ja potencia de sobra para a maioria das combinações
de pedais, agora se você usa 2 Delays + Chorus + algum efeito digital talvez com esta fonte passe fome.

Concideração gerais.

Bom se falanfo de uma fonte "nacional", pois ela é a cara da DCBrick da Dunlop, achei muito honesta,
vale muito a pena para uma fonte que custa em torno de R$300,00, pois faz tudo o que se propoem, muito
honesta mesmo.

Christian (user Statham)

Fonte no mesmo nível de fontes com custo mais alto que estão no
mercado mercado. Os 8 inputs 9v e os 2 inputs de 18v também fazem
diferença nesta fonte. Construção impecável, utilizei a fonte em 18v
com o FIRE e outros pedais. Percebi uma redução significativa de
ruídos enquanto fazia a gravação do review.

Como tenho um board mais simples apenas com 7 pedais, consegui plugar
tranquilamente todos os pedais na fonte.

Mais interessante ainda seria se os plugues de todos os "rabichos"
fossem blindados, mas isto pode ser preciosismo de minha parte e
provavelmente deixaria a fonte com valor mais elevado.

_________________
http://www.gutovighi.com.br


Ter Mai 10, 2011 11:16 pm
Perfil

Registrado em: Qua Fev 02, 2011 4:07 am
Mensagens: 703
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Muito bom !
Só corrigindo e atualizando os preços:

Overdrive F!RE Custom Shop Cabrera Signature R$ 345
Power Bridge 18V R$ 299

http://www.fire.com.br

[ ] ´s

_________________
Meu site: http://www.wix.com/mauriciocailet/guitar


Qui Mai 12, 2011 4:42 pm
Perfil

Registrado em: Seg Ago 15, 2005 8:13 am
Mensagens: 3567
Localização: São Paulo
Medals: 1
Positivo (1)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Adorei a linhagem do review do Ricardo :lol:

Muito legal ver o resultado do review. Nota 10!!

_________________
Facebook http://www.facebook.com/domene
Estúdio Next http://www.estudionext.com.br
Reverbnation http://www.reverbnation.com/domene


Qui Mai 12, 2011 6:05 pm
Perfil

Registrado em: Sex Ago 29, 2008 2:06 am
Mensagens: 2376
Localização: Olinda-PE
Medals: 3
Positivo (3)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
guto vighi escreveu:
Ricardo Mascarenhas (Loud Luthieria)

Pilotando o vermelhinho com listras brancas tive a sensação de pisar em um TS-9 envenendado e, depois de algumas horas de test drive, parece que todo overdrive tem lá sua cara de TS-9.
.


Estava eu pensando aqui... R$350 é caro? até procurei o preço de um TS-9 novo (R$360). Mas esse pedal diferenciado, seria como ter um TS com "algo mais".
Então, tenho algumas perguntas.

A F!RE é uma empresa "pequena", certo?
Deve estar usando algum tipo de sistema de imposto reduzido que estimula o surgimento desse tipo de "industria", correto?
Ou eles (F!RE) pagam o mesmo imposto que se paga pra trazer um TS-9 de fora?

Não estou falando que o pedal não vale os R$350 ou US$200, mesmo preço de um OCD ou Robin Trower OD, ambos da consagrada Fulltone (nos EUA).

No mais, acredito que o pedal seja muito bom em termos de som, ao passo que em visual ele é fantástico.

_________________
Big John Siqueira
Big John Siqueira & Midnight Men
Meu Setup
http://www.facebook.com/bigjohnsiqueira
Videos


Sex Mai 13, 2011 4:22 pm
Perfil
Site Admin

Registrado em: Seg Ago 29, 2005 12:42 pm
Mensagens: 7456
Localização: São Paulo
Medals: 12
Positivo (12)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
SouthernMan escreveu:
guto vighi escreveu:
Ricardo Mascarenhas (Loud Luthieria)

Pilotando o vermelhinho com listras brancas tive a sensação de pisar em um TS-9 envenendado e, depois de algumas horas de test drive, parece que todo overdrive tem lá sua cara de TS-9.
.


Estava eu pensando aqui... R$350 é caro? até procurei o preço de um TS-9 novo (R$360). Mas esse pedal diferenciado, seria como ter um TS com "algo mais".
Então, tenho algumas perguntas.

A F!RE é uma empresa "pequena", certo?
Deve estar usando algum tipo de sistema de imposto reduzido que estimula o surgimento desse tipo de "industria", correto?
Ou eles (F!RE) pagam o mesmo imposto que se paga pra trazer um TS-9 de fora?

Não estou falando que o pedal não vale os R$350 ou US$200, mesmo preço de um OCD ou Robin Trower OD, ambos da consagrada Fulltone (nos EUA).

No mais, acredito que o pedal seja muito bom em termos de som, ao passo que em visual ele é fantástico.



Southern eu tenho um superscreamer aqui e não teria problemas em ter um fire pra outro uso, não achei os 2 muito proximos não, o tube é um pedal que da uma cor forte do timbre, voce liga e ouve som de ts, eu adoro, para sons SRVs e afins, singles de braço acho "o" timbre, esse fire vai mais pra praia do OCD, mais gordo e transparente, dentro do meu leque de drives, achei ele na praia do BOR CLone, porem um pouco mais moderno (se o BOr fosse comparado a um marshall mais velho esse seria um mais novo) justamente foi esse o timbre que curti nele.

_________________
http://www.gutovighi.com.br


Sex Mai 13, 2011 4:42 pm
Perfil

Registrado em: Qua Mar 12, 2008 1:43 pm
Mensagens: 22
Localização: São Paulo - SP
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Já tive o OCD v2... serei crucificado agora mas achei o FIRE melhor em todos os sentidos inclusive no visual. Sensacional tanto como drive ou se utilizado como booster. O OCD com muito ganho eu nunca gostei, embolava demais. Teria um FIRE no board sem problemas.


Sex Mai 13, 2011 6:36 pm
Perfil

Registrado em: Qua Fev 11, 2009 9:03 pm
Mensagens: 1743
Medals: 2
Positivo (2)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Não gostei, mas é devido ao meu gosto de drive mesmo, vendi o OCD que tive uma época(curta) por não aguentar aquele grave excessivo, mas para o meu gosto ainda ficaria com o OCD, pelo menos nos vídeos apresentados eu não consegui gostar de nenhum timbre, e olha que sempre gosto dos timbres que o Guto consegue cavar das paradas que ele apresenta.


Sex Mai 13, 2011 6:41 pm
Perfil
Site Admin

Registrado em: Seg Ago 29, 2005 12:42 pm
Mensagens: 7456
Localização: São Paulo
Medals: 12
Positivo (12)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Editei o topico com o review da fonte feito pelo Ricardo, daqui a pouco eu coloco o do Christian

_________________
http://www.gutovighi.com.br


Sex Mai 13, 2011 11:43 pm
Perfil

Registrado em: Sex Out 28, 2005 10:42 am
Mensagens: 2966
Localização: São Paulo SP
Medals: 1
Positivo (1)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Agora eu fiquei meio curioso, não sei se posso colocar a pergunta aqui, ou mesmo se é de interesse de alguém saber a resposta, ou se pode responder, se alguém sabe, viu, ouviu ou tem a versão oficial dos fatos mas enfim:

é ou não é um OCD? Existem semelhanças além das externas? (gabinete idêntico aos da nova série da fooltone - com parafusos externos e tamanho "phase 90", knobs davies (assim como 90% dos outros pedais, incluindo-me nessa :mrgreen: ) - rótulos e funcionalidades iguais - volume, tone, drive e a chavinha de 2 posições Hi-Lo)

Digo isso por que realmente pode ser, mas também pode muito bem não ser. Existem N pedais de "mid gain" que dão esse crunch bacana que ta mostrando ai nos samples, o OCD é apenas um deles, mas por outro lado como as semelhanças "externas" são grandes e mais de uma pessoa já fez a comparação seria bem bacana da parte que organiza a coisa confirmar ou refutar a duvida que vem aparecendo.

Abs

Ed

_________________
Ed's Mod Shop
ed@edsmodshop.com
http://www.edsmodshop.com
http://www.facebook.com/edsmodshop


Sáb Mai 14, 2011 11:02 am
Perfil

Registrado em: Sex Ago 29, 2008 2:06 am
Mensagens: 2376
Localização: Olinda-PE
Medals: 3
Positivo (3)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Infelizmente os demos não "bateram" com o som que eu gosto de ouvir (Strat + pedal + amp Fender)
Acho que o mercado nacional merece pedais de qualidade como tem surgido nos ultimos anos, DeepTrip, Empower, EdModShop e agora F!RE. Mas também acredito que o preço tem que ser compativel com a nossa realidade e com a forma de produção do fabricante. Se o cara faz o negocio de maneira artesanal, é claro que tem que custar mais caro.
Mas se faz em linha de produção, eu acho que dá pra reduzir um pouco o preço.

Não é pelo fato de nos ferrarmos pagando US$200 + frete + 60% de imposto pra comprar um equivalente importado que os fabricantes nacionais podem colocar os preços baseados nos preços dos produtos importados.
Lembrem sempre do valor do nosso salário mínimo (R$545) e do mínimo nos EUA (USD 1.200 = aprox. R$2.000).
Não sei quanto e como um musico da noite ganha nos EUA, mas a maioria aqui tem que se virar nos 30 pra sobreviver.

_________________
Big John Siqueira
Big John Siqueira & Midnight Men
Meu Setup
http://www.facebook.com/bigjohnsiqueira
Videos


Sáb Mai 14, 2011 11:18 am
Perfil

Registrado em: Qua Fev 02, 2011 4:07 am
Mensagens: 703
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Este pedal foi inspirado no OCD sim, utiliza diodo de germânio porém é mais transparente, não tem os graves saturados e tem dinâmica superior ao OCD. Sinceramente, até se consegue tirar timbres de TS, mas o pedal não tem nada a ver com os Tube Screamers...
[ ] ´s

_________________
Meu site: http://www.wix.com/mauriciocailet/guitar


Sáb Mai 14, 2011 3:46 pm
Perfil
Site Admin

Registrado em: Seg Ago 29, 2005 12:42 pm
Mensagens: 7456
Localização: São Paulo
Medals: 12
Positivo (12)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Essa semana fiz um teste drive do pedal ao vivo, 1 ensaio e 1 show, ainda não deu pra explorar as sutilezas mas já da pra ter uma impressão complementar dele na situação "live"

Usei ele com mais 3 drives no board, ligado em 9v mesmo pela fonte que tava no meu board eletrico, deixei o tube mais saturado e ele mais limpo, mesmo em 9v não soou embolado não a caracteristica de "transparencia" pinta ainda mais a volumes altos e com a caixa direta e não a Iso. Ainda quero testar em 18V.

Achei muito interessante pra trabalhar em overdrive num outro timbre complementar ao tube, o tube soa mais gordo e fechado um pouco ele soa mais agudo e aberto. os 2 somados vieram bem, e ele antes do Carpe que eu uso de booster para solo tambem rolou legal, usei 3 guitas, single p90 e humbucker, não mudei a regulagem de nada entre elas, não precisou de compensação, todas soaram diferentes pelas caracteristicas proprias mas soaram bem.

Mes que vem tem uma outra gig em outro contexto, a da semana passada foi rock'nroll a do mes que vem é country. Postarei novas impressões.

_________________
http://www.gutovighi.com.br


Dom Jun 26, 2011 4:57 pm
Perfil

Registrado em: Seg Dez 12, 2005 1:41 pm
Mensagens: 524
Localização: São Paulo
Medals: 1
Positivo (1)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Peguei emprestado esse pedal de um amigo, e pirei, vou comprar um assim que der.

pra mim, é o melhor drive que já toquei. perfeito pra coisas tipo a sonoridade recente do aerosmith, perfeito pra ac/dc mais recente tbm.

concordo com tudo o que o guto escreveu aqui:

Citação:
Southern eu tenho um superscreamer aqui e não teria problemas em ter um fire pra outro uso, não achei os 2 muito proximos não, o tube é um pedal que da uma cor forte do timbre, voce liga e ouve som de ts, eu adoro, para sons SRVs e afins, singles de braço acho "o" timbre, esse fire vai mais pra praia do OCD, mais gordo e transparente, dentro do meu leque de drives, achei ele na praia do BOR CLone, porem um pouco mais moderno (se o BOr fosse comparado a um marshall mais velho esse seria um mais novo) justamente foi esse o timbre que curti nele.


o pedal não tem absolutamente nada a ver com o som de um TS. é um drive estilo JCM 800, e pra mim vale
cada centavo do preço.


Qua Jan 04, 2012 2:39 pm
Perfil
Site Admin

Registrado em: Seg Ago 29, 2005 12:42 pm
Mensagens: 7456
Localização: São Paulo
Medals: 12
Positivo (12)
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
eu to com um aqui e usando bastante, vario os drives de acordo com as gigs mas esse e um que raramente sai do board, minhas impressoes atuais sao que ele e mais transparente e mais forte que um TS. com agudos mais definidos.

_________________
http://www.gutovighi.com.br


Qua Jan 04, 2012 6:40 pm
Perfil

Registrado em: Qua Mai 18, 2011 11:29 pm
Mensagens: 152
Localização: Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Mensagem Re: GUITAR CORNER REVIEW - Fire Overdrive
Um amigo que tem uma loja aqui em Porto Alegre e representa a F!re me pediu para testar o pedal e fazer um review para colocar no blog da loja.

.
Enfim, segue o que eu escrevi e achei do pedal:

"Pedal FIRE OVERDRIVE

O pedal: A Fire faz e divulga este pedal como um overdrive com a finalidade de emulação de drive de válvula.

Sempre que falamos de drive de amplificador valvulado temos em mente a quantidade absurda de harmônicos pares que esse tipo de máquina gera, da compressão natural e do sustain que só tubes podem gerar.E olha a boa notícia: Ele realmente emula o drive dos bons e velhos combos Marshall da época de Ouro da marca!!!!

Esse tipo de circuito stomp é feito para "lembrar" timbres vintages de amplificadores com canais Normal e Bright. Seguindo essa idéia de "normal & bright", o pedal também possui 2 modos:

- "LowPass" - modo mais transparente, com maior headroom e pronto para ser usado como booster.
- "HiPass" - modo com reforço na região médio-agudo, com maior extensão de drive e uma mão na roda para atravessar melhor a mix da banda.

Controles:

- Tone - Me parece atuar apenas nas regiões agudas e médio-agudas. Tendo uma extensão bem útil para adequar o nível com diferentes guitarras e captações.

-Gain - Controle o nível do ganho da máquina bem abragente, podendo ir de um booster limpo até drives bem mais encorpados.

-Vol - Volume [!!]. Aqui um ponto interessante. O F!re oferece MUITO volume. Chuto que ele pode chegar em 22, 25 dbs facilmente [não encontrei informações mais precisas no manual.]. E o que isso quer dizer? Que tu pode ter um grande booster limpo a tua disposição, seja empurrando um outro drive ou o sinal final da guitarra.

- Ponto muito legal: o pedal é true bypass, como seria de esperar, usando chave 3PDT.

Quanto ao som do F!re:

Se eu pudesse descrever em algumas palavras: Rico, Transparente e Versátil.
Rico, com harmônicos e gordura que realmente faz maravilhas em um bom amplificador valvulado.
Transparente por respeitar e manter as características do instrumento e do amplificador plugado. E versátil por poder atuar como booster, adicionando MUITO volume [levando em consideração que se trata de um overdrive, é muito volume!], possibilidade de equalização nas faixas mais altas e inserir leves camadas de overdrive.
O arsenal de possibilidades sonoras que o pedal oferece é muito legal. Usando como drive principal ou como booster, não importa, ele vai mostrar a cara e fazer bonito. A transparência e a resposta dinâmica são excelentes, dando total controle da situação. Pegue leve na mão direita, e o F!re vai limpar, palhete mais forte, ele vai latir. Volte o vol da guita e ele vai limpar completamente, mantendo um excelente nível de volume.

Na hora do 'pega-pra-capá':

Levei apenas o F!re e meu Boss DM-2 para o ensaio da minha banda de blues.

Usando minha Fender Telecaster e um amplificador Fender SS de apenas 15W, setei no modo HiPass, com o volume bem aberto, tone fechado em 9 horas e gain por volta de 13 horas.

Trabalhei a noite toda com os controles da guitarra para ter o nível de ganho e volume que eu queria.

E o pedal se comportou muito além do esperado!!! Me ofereceu volume suficiente e equalização na medida para aparecer na mix do ensaio [banda de dois guitarristas] mesmo usando um amplificador SS de apenas 15W.

Os harmônicos, o drive aveludado e o sustain\gordura que eu julgava serem méritos dos meus amplifcadores all tube, mostraram sua cara no pequeno Fender também. PONTOS PARA O F!RE!!

Mesmo eu sendo um fã [e adepto] de Fuzzes, o F!re encontrou um lugar de destaque na minha board, entre o Fuzz Face e o Catalyst."


.
Fiquei com o pedal durante alguns meses após esse rw.
Acabei me desfazendo dele por 3 motivos:
1 - Entrei na busca de um set mais compacto e efetivo!
2 - Precisava de $$ ! :(
3 - Ele dá um "final" no timbre mais moderno, algo que não me agrada muito.

Impressões:
1 - Ele se deu MUITO bem com o emu BoR. Um booster fantástico. Poderia total hard rock e se bobiar, algo mais pesado, abusando das regulagens
2 - Testando lado à lado com um OCD, após ter escrito esse rw: o F!re tem menos ganho, define melhor nos graves e é sim mais transparente.
3 - Dinâmica dele é absurda
4 - Tem esse "final de timbre" mais modernoso...
5 - Voltaria a ter um...facilmente, para outros propostas, não oq eu venho tocando ultimamente!


Abss
Vino


Qua Jan 11, 2012 11:25 am
Perfil
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 16 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB © phpBB Group.
Designed by Vjacheslav Trushkin for Free Forums/DivisionCore.
Traduzido por: Suporte phpBB